Tradutor

domingo, 12 de dezembro de 2010

Amo-te

Sinto-me brilhar fortemente
ao me fazeres sorrir e chorar
quando me cobres com teu manto
me deixando livre derrepente


Amo-te quando falas de amor
sussurrando ao meu ouvido
paralizada eu fico louca
com os versos do teu labor


Eles fazem-me flutuar de emoção
ser um anjo voando no infinito
ao ouvir-te tão baixinho 
poesia do meu coração 

2 comentários:

  1. Ficou tão bem este poema e com tanto encanto e doçura que me senti envolvido nele!
    Continua Neusa e te apoiarei: a união faz a força!

    Beijokas do ZÉ

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pelo constante apoio!
    Beijos
    Neusa

    ResponderExcluir