Tradutor

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

As estrelas do meu céu


Eu nasci numa casinha de barro
O telhado era de palha
Quando chovia molhava meu quarto
então, eu me sentava na janela
E via as flores do jardim sorrindo
para as gotinhas que nelas caíam

A noite, dessa mesma janela
olhava para as estrelas
E elas falavam comigo
dizendo que um dia
viria a mim um anjo
que me levaria até elas
para celebrar o amor

Passaram tantas primaveras
Choveu tanto...tanto
Hoje, moro em um castelo
E o que molha meu quarto
são as lágrimas do meu rosto

Ainda olho para as estrelas
Pergunto onde está esse anjo
Elas sem o brilho de antes
não conseguem me responder
Sozinha com a força do meu querer
aperto a lua em meu braços
e ela me promete o Sol... 

6 comentários:

  1. Este foi um dos teus primeiros poemas que li e gostei muito.

    Beijos do teu querido Amigo ZÉ

    ResponderExcluir
  2. Que o sol brilhe em sua lua num eclipse inesquecível!

    ResponderExcluir
  3. Beijo carinhoso
    Obrigado por vir
    Neusa

    ResponderExcluir
  4. Que seja um eclipse mágico e encantador
    Beijos
    Neusa

    ResponderExcluir
  5. parabéns neusa.

    é um poema lindo,com muito sentimento e emoção.

    beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. Olá Sérgio, meus agradecimentos por ter vindo e comentado.
    Beijos
    Neusa

    ResponderExcluir