Tradutor

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Quando o sol surgir

Abra a janela e deixe-me entrar
de mansinho no teu sono
Soprando teu rosto ao luar


Tocarei teus cabelos
te beijando a face
assim... tão docemente


Deixe-me respirar o teu cansaço
e quando o sol surgir
ser um sonho acordando
nos teus braços

Nenhum comentário:

Postar um comentário