Tradutor

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Uma flor murcha


Um vento forte sopra meus cabelos
despenteia minha pele fria
queima minha carne morta
Anunciando a chuva que vem 
corroer minhas lágrimas
com suas gotas àcidas 
Quisera eu sentir dor
Sou apenas uma flor murcha
num mármore gélido de amor!



Nenhum comentário:

Postar um comentário