Tradutor

sábado, 11 de dezembro de 2010

Desabando por dentro

Vagarosamente busquei a imensidão do mar
mergulhei nas emoções e me afoguei
Hoje minhas lágrimas caem na lama
Mesmo assim acredito no querer e no amar


Sei que ainda não amanheceu
vestida de branco suspiro e te espero
observando o brilho das estrelas
penso no amor que um dia foi meu


Fecho meus olhos e nos tocamos
estou desabando por dentro
E te amando intensa e loucamente
como a última noite que nos amamos

2 comentários:

  1. Neusa

    Te digo que serás princesa na poesia de amor!
    Escreve-te isto um especialista: centenas de poemas nesta área!

    Um poema maravilhoso de encantar!

    Beijokas do ZÉ

    ResponderExcluir
  2. Oi amigo Zé
    Queria apenas aprender a escrever poesia, e que ela me amasse como eu a amo.
    Obrigado por vir
    Beijos
    Neusa

    ResponderExcluir