Tradutor

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Gotejar de amor (dedicatória)

Se meus olhos não contemplam os teus
se tuas mãos não aquecem as minhas
Desolada fecho os olhos molhados
E sinto-te dissolvendo em minha boca
como estrelinhas de algodão doce
De lábios a gotejar de tanto amor
toda a eternidade esperarei
por ti

Nenhum comentário:

Postar um comentário