Tradutor

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

O maior amor do mundo

                                             Eu sei das mais lindas flores
                                             Do perfume que elas exalam
                                             e que choram quando morrem


                                             Eu sei que ao soprar do vento
                                             vem lágrimas de nuvens
                                             e que elas sorriem após a chuva


                                             Mas não sei como o
                                             maior amor do mundo
                                             cabe dentro do meu peito

4 comentários:

  1. Amor é amor, sempre nos provocando surpresas, cabendo em qualquer lugar... Bastando-se em nunca faltar... Por vezes, até amando a quem nunca desejamos amar.

    ResponderExcluir
  2. Mas não sei como o
    maior amor do mundo
    cabe no meu tão
    pequenino coração


    Acredito que caiba... é só quereres!
    Um poema bem estruturado!
    Beijo do ZÉ

    ResponderExcluir
  3. Olá Jonathan, comentário pertinente, que claro, adorei.
    Beijos com meus agradecimentos
    Neusa

    ResponderExcluir
  4. Olá amigo Zé
    Obrigada pela presença, que muito me alegra.
    Beijos na tua Lisboa
    Neusa

    ResponderExcluir