Tradutor

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Sou grande quando vens

                                                 Quando sinto o cheiro da manhã
                                                 e os raios do sol vasculhando
                                                 meu corpo tão pequenino
                                                 sinto-me tão grande

                                                 Sei que és tu examinando
                                                 meu corpo e minha alma
                                                 Reunindo os fragmentos
                                                 de tudo que sou sem ti

                                                 Minhas são as manhãs
                                                 Meus são os raios do sol
                                                 e meu é o luar
                                                 Sei que a noite tu vens
                                                 me fazer maior!

2 comentários:

  1. Este é um lindo poema de amor!

    Beijooosss

    ResponderExcluir
  2. Tenho te "observado"...
    És fantástica...
    Elaboras de onde nada supõe-se poesia.
    "Voz" doce, mansa, suave... leve...
    Forte, contundente, intensa, quente... sempre nova "pêga" inspiradora...

    ResponderExcluir