Tradutor

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Um oasis


                                                     Intensamente sinto-te
                                                    loucamente desejo-te em mim
                                                     como os pássaros desejam
                                                      o azul dos céus
                                                      como o deserto que
                                                      ousa um oasis inventar
                                                       Intensamente dou-te                                                
                                                       tudo o que tenho 
                                                       Até os grãozinhos de areia
                                                       que o vento soprar
                         

3 comentários:

  1. Uma entrega total de amor neste poema!
    Que delicia, um encanto!
    Senti todas as palavras!
    Quando é assim o Poeta expressou-se muito bem!

    Beijo grande

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Zé.
    Sempre tão gentil.
    Beijo
    Neusa

    ResponderExcluir
  3. Boa Tarde Neusa !

    O poema tem que ser o sonho;tem que "emprestar" aos olhos as asas do imenso ... e fazê-lo , ou construí-lo, na forma simples e mágica como tu aqui o escreveste e sobretudo o finalizas, "dou-te/ tudo o que tenho/Até os grãozinhos de areia/ que o vento soprar", é abrir as asas e pairar ...

    Votos duma bela semana para ti.

    Beijos.

    ResponderExcluir