Tradutor

sábado, 2 de abril de 2011

Brasas

                                           De joelhos com o rosto em brasas
                                           despida de alma e carne
                                           com uma navalha nas mãos
                                           gritando eu corto meus ossos
                                           Enquanto um inimigo bate 
                                           dentro do meu peito
                                           Sabendo que gritarei
                                           teu nome até que
                                           restem apenas
                                           as brasas!

Um comentário:

  1. Ficou legal a reforma que você fez no blog.
    Adorei.
    Beijos.
    Jorge.

    ResponderExcluir