Tradutor

quarta-feira, 1 de junho de 2011

A chuva dos meus olhos

Esqueci minha caixinha
de lápis de cor
na chuva dos meus olhos
Lembro-me apenas
dos versos que guardei
numa espada afiada
Aquela que abraço quando
regresso de mim.

2 comentários:

  1. Olá, amiga

    Já há algum tempo que não passava por aqui. Eu é que fico a perder...
    Muito bom este poema. Parabéns

    Bom fim de semana

    Runa

    ResponderExcluir