Tradutor

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Uma lâmina que escreve

Escrevo com a mão direita
Com a outra aperto forte
uma lâmina contra o peito
Quanto mais ela penetra
minha carne morta
Mais eu me torno pequena
na disformidade dos meus versos

Nenhum comentário:

Postar um comentário