Tradutor

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

A cor do meu Mundo




Todas as manhãs quando eu acordo
não sei se meus olhos se abrem
ou se fecham
Todas as cores são cinza
e desbotam as paredes
do meu rosto amorfo
renunciando cicatrizes
no peito onde jazia
um coração cuspido
quase na mesma cor